© 2019 desenvolvido por Márcia Figueiredo

11º Seminário Angel Vianna FAV – Traço, UFRJ – Corporeilabs, UFF

TRAVESSIAS E ITINERRÂNCIAS

18 a 22|09|2019 – Teatro Cacilda Becker | FAV – RJ

 

 

O 11º Seminário da Faculdade Angel Vianna se propõe como evento-encontro desafiando, nessa sua edição, a construção em que tem se pautado nos seminários anteriores, com uma proposta inovadora para sua realização. Frente ao cenário cultural atual brasileiro se faz mais que necessário aliar forças para romper com as barreiras redutoras de recursos às manifestações artísticas. Nesse sentido A Escola e Faculdade Angel Vianna se associa às instituições de ensino e pesquisa Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Núcleo de Pesquisa Traço e Universidade Federal Fluminense (UFF) – Corporeilabs, de modo a fortalecer e viabilizar que o campo da arte, na sua experimentação que se volta para a produção de novos modos de apreensão de mundo, consiga resistir e permanecer ativo.

Cabe ressaltar que parte do corpo docente dos laboratórios pertencentes às universidades participantes deste encontro fez sua formação na faculdade, cursos técnicos e

pós-graduações da EFAV.

Criar é produzir com e no corpo – tal proposição encontra um rebatimento do senso comum onde pensar é repetir infinitamente, o mesmo. Portanto, entendemos que criar conceitos só é possível a partir de um corpo sensório, estésico que se fricciona com o mundo nos encontros vividos.  Angel nos implica em atravessamentos não só por propor estudos interdisciplinares e indisciplinados em seus currículos, mas por possibilitar práticas de experimentação que colocam em risco os fechamentos semiotizados que impedem processos de criação e de pensamento crítico. A arte nos traz a possibilidade de, através de suas manifestações inscritas, por exemplo, no corpo, tornar possível outros modos de existir favorecendo

um diferente futuro ao processo de humanização.

 

Esta proposta caracteriza o 11º Seminário da Faculdade Angel Vianna. Entendemos a arte como uma ferramenta fundamental para operar a desconstrução de um pensamento que se propõe a repetir esse estado colonizado em que não-pensar é prática subjetivante. Assim temos como meta propor temáticas que visem instaurar novos modos de pensabilidade ao rever as práticas de assujeitamento, entendendo o corpo como algo que aponta o futuro.

EIXOS TEMÁTICOS

 

1. Rupturas e Afirmações – Frente aos desafios dos paradigmas da dança, como criar ações que expandam seu metacampo?

 

2. Saberes Marginais – Possibilidades de instaurar conhecimentos fora de uma topologia da centralidade.

3. Um Povo por Vir – Modos de ação no coletivo, pelo coletivo, através do coletivo fazendo emergir corpos germinais nas ressonâncias dos encontros.

4. Gesto e Corpo – Dança, dramaturgias, proposições e poéticas de uma cena insurgente.

5. Escritas Sensórias – Pele, peso, palavra, chão. Como tratar o gesto da escrita pela escrita do gesto? O despertar da escrita sensível pelos poros da pele.

O 11º Seminário Angel Vianna – Travessias e Itinerrâncias é uma co-realização FAV, UFRJ – Traço e UFF – Corporeilabs, sendo organizado colaborativamente pelos seguintes integrantes dessas 3 instituições: Ana Bevilaqua (FAV), Catarina Resende (UFF), Felipe Ribeiro (UFRJ), Frederico Paredes (FAV), Hélia Borges (FAV), Letícia Teixeira (UFRJ), Márcia Feijó (FAV), Maria Alice Poppe (UFRJ) e Patrícia Caetano (UFF/UFC).